0.0/5 pontuação (0 votos)

Questão - 06

A Química da Música

A serotonina e a dopamina são neurotransmissores que têm diversas funções no corpo, colaborando para que todo o organismo funcione adequadamente. Seu papel no cérebro é atuar na transmissão de dados entre os neurônios, levando informações de um lado para o outro.

Agora, a música em si não tem uma composição química. A música é apenas ondas sonoras em diferentes frequências que nosso cérebro organiza em padrões conhecidos.

O cérebro entende os padrões que a música faz em tom, frequência e ritmo, e com isso nos dá sensações emocionais que modificam quimicamente nosso sangue. A música, essa influência sonora, realmente nos estimula a liberamos substâncias químicas.

Basicamente, a música estimula o cérebro a produzir mais dopamina (C8H11NO2) e serotonina (C10H12N2O), que são neurotransmissores da "felicidade". A dopamina é um neurotransmissor e atua no sistema nervoso central dos mamíferos. Quando falamos que uma substância é um neurotransmissor, estamos dizendo que ela funciona como um mensageiro químico, levando a informação de um neurônio para uma célula receptora. Vale destacar que a dopamina só foi assim considerada a partir da década de 1950.

Dopaminadopamina 600x336

Substâncias químicas que dão a sensação de bem estar não serão liberadas quando rejeitamos uma música. Se, no entanto, você ouvir música que gosta, substâncias são liberadas para o corpo fazendo com que se sinta bem.

A dopamina é produzida em áreas específicas do cérebro. “Está presente no local que controla emoções, como o sistema de recompensa cerebral (quando sentimos prazer por fazer algo que gostamos, nos dá sensação de bem-estar), e em centros que controlam nossos movimentos musculares, memória e capacidade de aprendizagem, além de algum efeito sobre o nosso humor.

Serotoninaserotonina600x393

A serotonina é um dos neurotransmissores mais importantes para nosso cérebro e regula não só nosso humor, sua função mais conhecida e estudada, como também regula o ciclo do sono, apetite, desejo sexual e memória, direta ou indiretamente.

A falta de serotonina no cérebro pode causar sintomas de ansiedade e depressão, junto com a falta de balanço de outros neurotransmissores.

Por outro lado, o excesso de serotonina no cérebro ocorre apenas de forma artificial, decorrente do uso de algumas substâncias, como anfetaminas e cocaína, e do uso inadequado de medicações psiquiátricas, sem acompanhamento médico. Alguns medicamentos utilizados para o tratamento da depressão e de transtornos de ansiedade melhoram a ação do neurotransmissor e ajudam a reduzir os sintomas dessas doenças.

O excesso de dopamina e serotonina está ligado à esquizofrenia

Assim como no caso da serotonina, alterações na quantidade de dopamina também podem alterar o funcionamento do cérebro. A principal causa da esquizofrenia aceita atualmente é a teoria dopaminérica, em que há excesso de dopamina numa área cerebral, o que leva às alucinações, delírios e desorganização, além de um declínio na dopamina na via responsável pela lentificação dos pensamentos presente na doença.

Além disso, a falta de dopamina, segundo estudos, está relacionada a dificuldades de concentração, alterações no sono, alteração de libido e de humor e ainda há a possibilidade de estar envolvida em quadros de impulsividade e agressividade. Outras pesquisas sugerem que dietas ricas em tirosina podem promover mudanças na quantidade de dopamina produzida. Entretanto, com a exceção do uso de medicações, ainda não existem formas ativas cientificamente comprovadas de mudar esses neurotransmissores.

Em relação aos neurotransmissores, analise as afirmativas abaixo:

  1. Os neurotransmissores são transportados através dos neurônios e liberados na fenda sináptica onde dão origem ao impulso nervoso da célula.
  2. Nos neurônios o impulso nervoso tem sentido unilateral e invariável - dendrito > corpo celular > axônio - não ocorrendo nunca em sentido contrário.
  3. Os neurotransmissores são transportados pela corrente sanguínea e atuam em órgãos específicos, denominados órgãos-alvo.

Marque a opção que julgar verdadeira:

  1. I está correta.
  2. I e III estão corretas.
  3. III está correta.
  4. I e II estão corretas.
  5. I, II e III estão corretas.

 

  • Conteúdo: Funções Químicas Orgânicas. (Usando a Dopamina e a Serotonina).

Compartilhe

Deixe um comentário

Você está comentando como visitante.